Tirinhas Do Grilo: Stratovarius

Tirinhas Do Grilo: Stratovarius

 


Esta ótima banda finlandesa de power metal surgiu em 1984, com o nome BLACK WATER, e posteriormente foi rebatizada como STRATOVARIUS. De acordo com o baterista Tuomo Lassila, trata-se de uma junção de “Stratocaster” (um modelo de guitarra) com “Stradivarius” (uma rara e famosa marca de instrumentos de corda, como violinos e violoncelos). Isso representaria perfeitamente a proposta da banda: unir o heavy metal à música erudita, originando um característico power metal sinfônico.

Com a saída de Tuomo Lassila, o baterista Jörg Michael une-se à banda. Vale ressaltar que a pronúncia de seu nome, Jörg, é algo semelhante a “Iôrgue”, e não “Jorge”, como é comum de se ouvir. Um erro semelhante ocorre com o nome da ex-vocalista do NIGHTWISH, Tarja Turunen. A pronúncia correta seria “Tária”, e não “Tarja” ao pé da letra, já que, em finlandês, o “J” tem som de “I”. E convenhamos, ficaria estranho um GEORGE MICHAEL tocando no STRATOVARIUS, não?

 

Com certeza trata-se de uma coincidência, mas é realmente alto o número de músicas do STRATOVARIUS que possuem nomes de músicas já existentes (e na verdade essa é a única semelhança entre elas). Além das já citadas, também podem ser encontradas “Forever” e “Black Diamond” (também nomes de músicas do KISS); “Coming Home” (SCORPIONS); “Learning to Fly” (PINK FLOYD), entre outras. Ah, e a tal “música do A-HA”, citada pelo guitarrista Timo Tolkki na tirinha, trata-se de “Hunting High and Low”, sucesso do álbum “Infinite”, de 2000.

 

Após um período áureo entre os discos “Episode” e “Elements Pt. 2”, o STRATOVARIUS entra em crise e passa por uma época de turbulência. Timo Tolkki, guitarrista e líder, tem um acesso de loucura e toma várias atitudes bizarras, como expulsar metade da banda e convocar uma vocalista chamada Miss K (que nunca chegou a gravar um disco oficial com o grupo). Ele também se banhou em sangue, colocou fotos dessa cena “linda” na internet e declarou frases místicas sobre a Kabbalah. Como se não bastasse, ele conseguiu ser esfaqueado na Espanha, e de quebra recebeu um “presente” vindo diretamente do Brasil: um pacote, enviado por um fã revoltado, contendo uma seleta e considerável quantidade de fezes, demonstrando seus mais “puros” e “belos” sentimentos para com o músico. Anos mais tarde, Tolkki desmentiu tudo, e disse que foi uma jogada de marketing da gravadora.

Após a gravação do disco “Stratovarius” (2005), ocorre uma mudança na formação. O baixista Jari Kainulainen deixa o grupo após 10 anos. De acordo com Jörg Michael, Jari não tinha mais a empolgação de antes nem vontade de fazer uma turnê. Dessa forma, os demais membros, liderados por Timo Tolkki, decidiram demiti-lo. Para ocupar o posto deixado por Jari, foi convocado um baixista de nome, digamos, “curioso” (pelo menos para nós, brasileiros): Lauri Porra. O novo baixista, que “gozava” de muito prestígio no meio underground finlandês (sacaram o trocadilho? Ahn? Ahn?), aceitou o convite com muito ânimo. Antes, ele já havia tocado na banda solo de KOTIPELTO e no SINERGY.

Fonte: http://rocktrucker.blogspot.com/

Anúncios

~ por mongolbanger em 02/03/2011.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: